Navegar para Cima

Notícias

Voluntariado Internacional no Cesmar

Inspirados pela solidariedade, voluntários auxiliam atividades do Cesmar
26/01/2017
Social
Inspirados pela solidariedade, voluntários auxiliam atividades do Cesmar

​​A época de férias escolares e acadêmicas possibilita que jovens de diferentes lugares do mundo possam desempenhar o trabalho voluntário. O Centro Social Marista de Porto Alegre – Cesmar, acolhe os colaboradores de outras unidades que se colocam à serviço da missão como voluntários dentro da própria Instituição Marista.


Para o diretor do Cesmar, Ir. Odilmar Fachi, o voluntariado é de extrema importância para a vida do jovem como para todos os educandos e educadores e demais colaboradores do Centro Social, oportunizando uma rica troca de aprendizagem.

“É uma oportunidade única de conhecer mundos diferentes e de fazer essa troca cultural. Quando essas crianças teriam contato tão próximo com pessoas de outros lugares do mundo? É só ver como essas crianças tratam os voluntários quando eles chegam aqui. Desde o primeiro dia eles já estão abraçando e tratando com todo o afeto com que tratam os demais educadores. E vemos que os voluntários que vem para cá, chegam com um espírito de doação e uma grande vontade de aprender e de ajudar”, destaca o diretor Ir. Fachi.



Voluntários Maristas do chile sendo recebidos no Cesmar

Inspirada pelo Carisma Marista, a chilena Bernarda Jaqueline Arces Santander, de 42 anos, que trabalha como inspetora do Colégio Marista Marcelino Champagnat De La Pitana, em Santiago - Chile, se colocou à disposição de um voluntariado aqui no Cesmar para trabalhar com as crianças, fazendo as atividades educativas e recreativas, auxiliando a educadora Goretti.


Bernarda recebe a mochila e as orientações da equipe de Pastoral Marista

É assim que Bernarda está se adaptando à rotina do Centro Social."Estou gostando muito do Cesmar. É tudo muito parecido com o Colégio em que trabalho. Tanto a realidade dos escassos recursos públicos como os problemas com a drogadição e a violência. O Colégio Marcelino Champagnat La Pitana, também é um colégio social, com o sistema de bolsas integrais. Isso me aproxima do Cesmar e do Colégio Marista Irmão Jaime", compara a voluntária.


Chilena Bernarda auxiliando nas atividades do Socioeducativo


A chilena aponta que a maior diferença que viu entre o Cesmar e o Colégio La Pintana é que no Chile a escola abrange todas as séries, porém fecha nos meses de janeiro e fevereiro, funcionando somente de março a dezembro. "O Que achei mais interessante aqui no Cesmar é que o Centro Social não fecha. Nos meses de janeiro e fevereiro continua aberto e recebendo as crianças e os jovens. Sinto com isso que esses jovens estão mais cuidados aqui, visto que se não tivessem essa oportunidade de passar esses meses de verão aqui, eles estariam na rua, por isso sinto que é um trabalho muito importante", destaca Bernarda.


Bernarda com os educandos em atividade ao ar livre do Socioeducativo

Bernarda é marista há 13 anos e esta é sua primeira missão como voluntária, conhecendo outra unidade marista, outra cultura e tendo uma experiência nova em sua vida colhendo as coisas boas que um intercâmbio podem oferecer ao voluntário.


Voluntária Marista colhendo as verduras com os educandos


Instituições Parceiras do Cesmar

Outra forma que o Cesmar desenvolve o voluntariado, é com parcerias de algumas entidades de intercâmbio, que encaminham estudantes com interesse em ajudar nas atividades e desenvolver projetos sociais com os educandos.

Umas das instituições que são parceiras do Cesmar é a Associação do Voluntariado e da Solidariedade – Avesol, a Associação Brasileira de Intercâmbio Cultural – ABIC e a Association Internationale des Etudiants en Sciences Economiques et Commerciales - AIESEC, que é um movimento de liderança jovem com a missão de alcançar o total preenchimento das potencialidades humanas, visando ser acessíveis a todos e em todos os lugares, crescendo e moldando suas ações as necessidades do mundo.

O coordenador de turno do Colégio Marista Irmão Jaime Biazus, Ramiro Braga, é um dos responsáveis pelo contato com o s intercambistas. “Eu, o Colégio, a Delise, do Cesmar, e o Ricardo, do Polo, somos os responsáveis pelos intercambistas de cada unidade. Toda vez que chega um intercambista aqui tentamos dar o melhor encaminhamento verificando quais unidades que necessitam dos voluntários. Procuramos sempre identificar as habilidades de cada um e ver qual se enquadra melhor com cada uma das três unidades”, explica Ramiro.

A AIESEC encaminhou quatro jovens colombianos e uma argentina, que juntos estão desenvolvendo um trabalho de conscientização ambiental com os educandos do Cesmar.


Voluntários colombianos Carlos, Maira, Gustavo, Cristian e a argentina Marisol

Os colombianos Cristian David Estupiñan, estudante de Microbiologia, Gustavo Castro, Maira Castro e Carlos Rafael Cadena, estudam Engenharia Ambiental na Universidade Popular de Cesar - UniCesar, na cidade de Valledupar - Colombia. Já a estudante, Marisol Medina, é graduanda de Recursos Humanos na Universidade Nacional do Nordeste – UNNE, em Corrientes, na Argentina.


Voluntários colombianos despertam a consciência ambiental dos educandos

Carlos explicou um pouco sobre o projeto desenvolvido com as crianças do Cesmar. “Nós chegamos em Porto Alegre para trabalhar no nosso projeto que procura levar um pouco do conhecimento ambiental que aprendemos na faculdade aos educandos do Cesmar, proporcionando transformações de vida”, explica o voluntário.


Carlos visitou o Jardim Botânico de Porto Alegre

A colombiana Maira conta que também está cheia de expectativas com o projeto do intercâmbio. “Nossas expectativas com o projeto é poder deixar a eles (educandos) e ao Cesmar algo que vai beneficiar a vida de todos que vivem aqui na região e também aprender com essas crianças a cultura local e modo de vida que levam”, conta a estudante.


Voluntários visitam o centro histórico de Porto Alegre

Maira ressalta que estão buscando uma recuperação ambiental para o Centro Social. “Nós estamos buscando uma recuperação da flora e da fauna do lago do Cesmar, recuperando as arvores nativas, buscando iniciar um reflorestamento, capacitando os educandos para a correta separação de lixo e dos resíduos sólidos”, reforça a jovem.



Maira aproveita o tempo livre para conhecer a cidade de Porto Alegre

Carlos observou que o lago do Cesmar é muito importante para uma vida saudável das espécies e que é preciso ter um cuidado especial para que haja um equilíbrio para que o sistema ecológico se torne mais adequado para as espécies. O projeto dos jovens estudantes de engenharia ambiental também inclui um melhor aproveitamento da Horta do Cesmar.

Voluntariado de longa duração

A Finlandesa Lotta Smeds chegou no Cesmar em agosto e iniciou um trabalho voluntário onde auxilia os professores do colégio nas aulas de inglês do ensino médio. A voluntária Lotta gosta do centro social e supera diariamente a barreira do idioma.


Finlandesa ajudou servindo a comida dos Jogos Sociais Maristas 2016

“Acho o Cesmar um lugar muito bem organizado. Aqui ajudo os professores de inglês do colégio e neste período de férias escolares, auxilio os educadores nas atividades recreativas com as crianças. Falar português é mais difícil, considero a escrita mais fácil. Tive dificuldades de me ambientar no início, mas agora estou bem integrada”, arremata a jovem finlandesa.


Lotta integrada com os educandos nos Jogos Sociais Maristas 2016

A Rede Marista divulgou no final do ano de 2016 um novo programa de Voluntariado Marista, que pode ser acessado em PDF neste link

Entre em contato com a sede da Rede Marista e veja como funciona o voluntariado marista