Navegar para Cima

Notícias

Espírito Empreendedor

Estudantes criam empresa fictícia dentro da sala de aula para trabalhar a matemática.
13/06/2019
Nosso jeito de educar
Estudantes criam empresa fictícia dentro da sala de aula para trabalhar a matemática.

​​Com a finalidade de unir a prática com a teoria e utilizar a criatividade em sala de aula, os estudantes do 7° ano EF criariam uma empresa fictícia na sequência didática de matemática.  A atividade teve como desafio montar uma empresa, onde eles pudessem criar desde a logo marca até a confecção dos produtos, passando pela pesquisa de preços, pelo preço de custo do produto no mercado e pelo cálculo da porcentagem de lucro em cima dos materiais. Deste modo, os estudantes precisavam confeccionar a mercadoria com base nos materiais sustentáveis, como isopor, papelão e retalhos de tecidos.

A produção ocorreu na sala de aula, assim, a cada período, a atividade foi ganhando forma. Após a produção, os “empreendedores" apresentaram o trabalho para os colegas, com o viés de mostrar o que aquele produto teria de inovador no mercado. ​​​ Desta forma, a criação implica uma experiência sensível, de deixar se tocar, mover e comover pelo poder empreendedor de nossos jovens. É contínuo o processo de aprendizagem dos saberes, onde a produção das múltiplas linguagens  possibilitam variadas formas de pensamento e representação. Essas experiências, qualificam os modos de ser e estar no mundo, visto que suscita a expressão pessoal e coletiva dos estudantes. Com base nessas informações, o espaçotempo, torna-se momento de reflexão e discussão nas questões que envolvem a comunidade. Assim, as aulas e o projeto da Sequência Didática, fortificam a importância do empreendedorismo no cotidiano escolar. ​